Notícias

Notícias (43)

Pode acreditar, já vi de tudo quando se trata de peças recondicionadas, desde peças melhores que as originais até peças que jamais deveriam ser instaladas. Mas antes de dar as dicas é preciso entender o básico... Para que serve o amortecedor?Muito mais do que dar conforto aos ocupantes do carro, os amortecedores têm por objetivo manter o contato dos pneus com o solo, distribuindo as cargas dinâmicas (peso do carro em movimento) em todas as situações de rodagem, como retas, curvas, pisos irregulares, frenagens, acelerações ou a conjunção destes fatores, permitindo que o motorista tenha o controle sobre o veículo. Quando você deve trocar os amortecedores?Um jogo de amortecedores pode durar 80 mil km ou pode apresentar problemas já com 30 mil km. Os fabricantes indicam a troca entre 40 mil e 50 mil km. Esta é apenas uma referência, pois a durabilidade é diretamente proporcional ao peso do carro, tipo de pavimento das ruas e a maneira como o motorista conduz o veículo. Muitas vezes o amortecedor perde a eficácia e você nem percebe, por isso uma revisão a cada 10 mil km é indicada. Amortecedores "vencidos" podem desgastar os pneus prematuramente, causar danos a outras peças da suspenção,…
Muita gente já deve ter passado por isto: entra no carro pensando em tudo o que tem para fazer, vira a chave de contato e nada. Subitamente vem aquela sensação de impotência. O que fazer quando o carro não pega? São centenas de falhas que podem deixá-lo na mão, mas a seguir vou dar algumas dicas que ajudarão a identificar 90% dos problemas. Para começar é preciso saber o básico. Para que ocorra a combustão, é necessária a presença dos 3 elementos: ar, combustível e centelha. Se o motor não funciona é porque um deles não está presente, ou não chega na quantidade suficiente. Ar O primeiro é fácil de descartar. Só não entra ar no motor do carro se o filtro de ar estiver entupido ou se você estiver imerso em um alagamento, ou ainda se o escapamento estiver entupido. Combustível Dentro deste item vamos destacar a bomba de combustível. Ela fica alojada dentro do tanque, e o acesso na maioria dos carros é em baixo do assento do banco traseiro. Levante o assento coloque o ouvido na tampa e solicite que alguém ligue e desligue a ignição. Tente ouvir se ela está trabalhando. Ela pode estar funcionando com…
Se o objetivo for aquecer o motor para realizar uma queima de combustível melhor, entendo que não é mais necessário esquentar o motor antes de partir, pois a injeção eletrônica administra muito bem a queima. Mas será que esse é o único problema de um motor frio? Muito sabem que as peças do motor dilatam, ou seja, aumentam de tamanho com o calor, mas o que poucos sabem é que os diferentes materiais que compõem as peças do motor se dilatam em velocidades e proporções diferentes. Por exemplo, os pistões feitos de liga de aluminio dilatam mais rápido do que o bloco do motor, geralmente de ferro fundido. Assim, nos primeiros minutos, os pistões exercem uma pressão maior sobre os anéis, que por sua vez pressionarão as paredes dos cilindros, gerando um desgaste maior. Então, É VERDADE, esquentar o motor antes de sair é uma boa. Atualmente, os motores atingem a temperatura de trabalho mais rápido. Em alguns manuais, este assunto nem faz mais parte do item “cuidados do motorista”. Isto pode ser explicado, em parte, porque os motores diminuíram de tamanho, de peso, e agora contam com novos materiais proporcionando um aquecimento mais rápido até a temperatura ideal (90º).…
Não tenho a menor dúvida que o sucesso dos SUVs está ligado à altura do carro em relação ao solo: dirigir podendo olhar por cima dos outros carros gera uma sensação agradável. Mas, antes de efetivar a compra, é preciso atentar para algumas características destes “carrões”: - mais gastos- peso X potência- carro alto tem que ter roda grande?- estabilidade- hora de manobrar- entrar e sair Vamos ver cada item em detalhes: Nem sempre o SUV é o primeiro carro da pessoa. Normalmente, o consumidor considera esse tipo de veículo uma ascensão: ele tem um hatch, depois vai para um sedã e aí chega ao SUV, que é mais caro. Esse custo a mais também vai aparecer depois da compra: como um carro mais alto e mais pesado, o SUV vai consumir mais combustível. A manutenção e o seguro também serão mais caros. Precisa ver se isso tudo cabe no seu bolso. Se for zero, fique atento aos preços de revisões de 10.000 km e 20.000 km, e verifique o custo de peças básicas. Exemplos: - o preço de um jogo de pneus aro 18, dependendo das especificações, pode ser de até 200% maior que o pneu com aro 14;…
Página 1 de 11

Mais Lidas

No result...