Notícias
Quinta, 11 Agosto 2016 19:21

Mito ou verdade: 'Viajar com vidro aberto e ar desligado economiza combustível'

Avalie este item
(0 votos)

Muita gente acredita que, desligando o ar-condicionado e abrindo os vidros, vai conseguir diminuir significativamente consumo de combustível do carro.

Porém, viajar em velocidade superior a 70 km/h com os vidros abertos é derrubar anos de desenvolvimento de carroceria: o coeficiente de atrito (Cx) aumenta muito nessa situação e, consequentemente, o consumo também cresce.

Quanto melhor for a aerodinâmica do carro (Cx baixo), maior será o consumo de combustível caso os vidros estejam abertos. Explicando melhor: se você tiver dois veículos a 100 km/h, um sedã (baixo Cx) e um SUV (alto Cx), o sedã consumirá cerca de 20% a mais com os vidros abertos e o SUV pode "beber" apenas 8% a mais.

Uma dica bacana, para quem possui a função consumo instantâneo no computador de bordo do carro, é fazer a experiência na estrada. Mantenha a velocidade a 100km/h e verifique o consumo instantâneo com o ar desligado. Depois abaixe os vidros, mantendo a mesma velocidade, e verifique novamente o consumo instantâneo. Este teste dará uma ideia de quanto a aerodinâmica do seu carro representa no consumo de combustível.

O ar é sempre um vilão?
O ar-condicionado ligado consome entre 10% e 20% a mais de combustível. Esse consumo varia de acordo com a frequência em que o compressor fica ligado. Para dias mais quentes e trânsito lento, o consumo será maior. Para ter mais exatidão, você pode fazer o mesmo teste acima, com ar ligado e depois desligado, mas com vidros fechados.

Nos carros mais antigos, abaixo dos anos 2000, o ar-condicionado exige maior esforço do motor e, consequentemente, o consumo de combustível será maior.

Então, é mito ou verdade? A resposta é: em termos. De maneira geral, podemos dizer que, acima de 70 km/h, o melhor é usar vidro fechado e ar ligado, por causa da aerodinâmica e também do conforto. Abaixo desta velocidade, desligar o ar e rodar com os vidros abertos pode surtir efeito na economia de combustível.

Fonte: http://g1.globo.com/carros/blog/oficina-do-g1

Lido 337 vezes

Mais Lidas

No result...