Notícias

Notícias (42)

A marca prepara um novo carro para ser o modelo mais barato do Brasil. Ele chega com motor 4 cilindros 1.0 e, depois, ganha um inédito 3 cilindros e também uma versão aventureira. Suas vendas começam já em 2016. O segredo do sucesso de qualquer novo produto está na observação e no cumprimento da fórmula dos três B: o produto deve ser necessariamente bom, bonito e barato. Quem não segue essa fórmula da sabedoria popular pode tropeçar feio no lançamento de um produto, até mesmo um novo carro. Os exemplos são inúmeros no mercado automobilístico: quem desrespeitou a fórmula teve sérios problemas para comercializar os seus produtos. Pelas informações que temos do novo carro que a Fiat lançará no meio do ano que vem, achamos que ela acertará em cheio na velha e boa fórmula dos três B: o novo carrinho deverá mesmo ser bom, bonito e barato. A marca italiana tem acertado continuamente na escolha de seus novos produtos para o mercado nacional, principalmente dos carros mais baratos. Nesse novo carro de entrada, conhecido como projeto X1H (o X é de experimental em inglês, o 1 coloca o carro como modelo de entrada da marca e o H refere-se…
Chevrolet é marca global com pior desempenho, segundo testes do Latin NCAP. Lançamentos como Renegade e HR-V têm nota máxima e alavancam Jeep e Honda O Programa de Avaliação de Carros Novos para América Latina e o Caribe (Latin NCAP) revelou esta semana a última bateria de testes de colisão de modelos vendidos no continente. Com mais de 60 veículos avaliados e cinco anos de existência, a entidade resolveu liberar o ranking de marcas mais seguras por aqui. Para calcular a média de cada montadora, o Latin NCAP calculou a média de estrelas obtidas por cada modelo avaliado. O instituto avalia proteção para adultos e crianças, mas para a lista abaixo, considerou apenas os passageiros adultos. A Jeep e a Seat estão no topo da tabela, com cinco estrelas. A marca americana se deu bem graças ao bom resultado do Renegade, único modelo avaliado. Já a espanhola Seat que faz parte do Grupo Volkswagen, tem bons resultados com o Leon, modelo não comercializado no Brasil. Em segundo lugar aparece a Honda com 4,8 estrelas que teve os três modelos (HR-V, City e Fit) avaliados no última bateria. Os modelos foram bem avaliados, em especial o HR-V, com cinco estrelas para…
Ele chega agora em outubro com o powertrain do Gol Rallye: motor 1.6 MSI flex e câmbio manual de cinco marchas. A nova versão deve se chamar Trendline, vai ficar próxima de R$ 70.000 e estreia junto com a nacionalização das versões Comfortline e Highline 1.4 e GTI 2.0 O Volkswagen Golf é um fenômeno na Europa. Líder disparado no ranking, com mais de meio milhão de emplacamentos por ano, ele vende quase o dobro do segundo colocado (Ford Fiesta) e mais que duas vezes o volume de seu rival direto (Ford Focus). Mas lá a faixa de preços é ampla: a Volks vende desde um simples Golf Trendline com motor 1.2 de 85 cv até um nervoso Golf R com motor 2.0 de 300 cv, sem contar versões a diesel e até elétrica. No Brasil é diferente. Só temos as versões Comfortline/Highline 1.4 de 140 cv e GTI 2.0 de 220 cv. Por isso, o Golf está posicionado como um hatch premium. Seu status atual no ranking é um discretíssimo 44º lugar. Ou pior: 53º lugar, se considerarmos as picapes. Essa posição não faz jus a um carro que, seguramente, é um dos melhores do mercado brasileiro. Por isso,…
Quarta, 02 Dezembro 2015 17:47

Autoajuda : Embreagem

Escrito por
Entenda como funciona e quais são os principais custos envolvidos na manutenção da embreagem do seu carro. O que é e como funciona? Um complicador para aqueles que estão começando a dirigir, o sistema de embreagem presente nos carros equipados com câmbio manual existe para fazer a ligação entre o sistema de transmissão (câmbio) e o motor em movimento. Ele é composto por peças como o disco de embreagem, platô (placa de pressão), rolamento, cabo ou sistema hidráulico, e, é claro, o pedal esquerdo da embreagem. Todos esses componentes vão ajudar a embreagem a mediar a conversa entre dois importantes componentes. O sistema ao mesmo tempo ela se conecta ao motor através de um volante e fica ligada à transmissão através do disco de embreagem. No dia a dia, o que o você precisa saber é que, para o motor e câmbio trabalharem de forma sincronizada, o motorista precisa acionar a embreagem através do pedal esquerdo. “Cada vez que você pisa no pedal, o conjunto é desconectado até que você selecione a marcha adequada à velocidade do veículo e ao modo de condução do motorista”, explica Francisco Satkunas, engenheiro e conselheiro da SAE Brasil. Ao soltar o pedal da embreagem,…

Mais Lidas

No result...